14 de junho de 2008

Reino Unido e Irlanda sugerem comércio de carbono para cidadãos...

Campanhas educativas não fazem você esquecer que é preciso diminuir o consumo de combustível, economizar água e desligar a luz; porém nunca ninguém exigiu um pagamento pelos excessos de consumo destes bens, certo? Pensar que ações ambientalmente corretas são atitudes meramente voluntárias está com os dias contados com os primeiros indícios de um mercado de carbono para cidadãos.

Dois países vizinhos, Reino Unido e Irlanda, lançam propostas para dividir a responsabilidade pela redução de gases do efeito estufa (GEE) com seus habitantes. O Reino Unido inicia nesta semana um sistema experimental no estilo ‘cap-and-trade’ (captura e comércio) para pessoas físicas, já a Fundação para Sustentabilidade Econômica (Foundation for the Economics of Sustainability - Feasta) sediada em Dublin, na Irlanda, propõe um sistema de comércio de carbono que limitaria o consumo de combustíveis fósseis, o ‘cap-and-share’ (captura e compartilhamento).

Veja aqui, na matéria do Carbono Brasil a iniciativa dos dois Países.

Um comentário:

denise disse...

Acho ótimo essa iniciativa, eu como estudante de Engenharia Florestal, aprovo esse idéia, pois com isso o mercado de trabalho exterior dá oportunidade de emprego pra quem está se formando nessa área relacionada com o meio ambiente.